zombies feeding IT CAN'T BE FOR NOTHING.
IT CAN'T BE FOR NOTHING.


IT CAN'T BE FOR NOTHING.



RANDOM y'er Mind.

There is an idea of me; some kind of abstraction. But there is no real me: only an entity, something illusory. And though I can hide my cold gaze, and you can shake my hand and feel flesh gripping yours and maybe you can even sense our lifestyles are probably comparable... I simply AM NOT THERE.
ask, theme

"

The suffering of being imprisoned rests in the fact that it is impossible, at any time, to escape from oneself.


― Kōbō Abe

"

Anonymous said:Nos bons tempos você dizia que elas não tinham nada em comum, ria, e dizia "Eu só gosto da última delas (sangue)" (:

SIM!!! Eu me lembro disso! E como lembro…
E ainda diria essa mesma frase.
É incrível como a minha paixão (inexplicável até para mim hahaha) por sangue continua a mesma, mas não vejo sangue tem anos.
Deve ser isso! hahahahaha 

Anonymous said:Se considera uma pessoa salva (ou "vacinada") daquilo que te fazia mal (mesmo que esse mal ainda exista de alguma forma na sua vida) atualmente? Se sim, como acha que conseguiu isso?

Salva?! Vacinada?! Sério mesmo?
Olha, eu sigo duas filosofias na minha vida, e uma terceira que é a minha própria. E em uma delas, que é baseada em um livro e um filme (você deve provavelmente saber de qual estou falando) há um quote que eu sou apaixonado, e que, na minha opinião, se encaixa simplesmente de maneira perfeita para essa sua pergunta e que gostaria de dizer, já que demonstra tanta curiosidade em minha pessoa:

"Fuck damnation, man! Fuck redemption! We are God’s unwanted children?
SO BE IT!”


Com isso, quero dizer que eu não acredito, quero ou preciso de uma “salvação” ou uma “cura”. Eu aceito  e abraço a Natureza da minha Alma como ela é.

:)

Reject Life, Kill Yourself.